Reflexões Sobre Universidade, Ciência e Pós-Graduação

Veja a Descrição

R$ 49,00

CEP



1x de R$ 49,00
3x de R$ 17,32
12x de R$ 4,92

Pague R$ 46,55 via Depósito

Eu Quero!


Informações do Produto:

Autores: José Aparecido da Silva, Maria de Lourdes P. Bianchi, Osvaldo Baffa Filho & Zélia M. M. B. Alves 
Páginas: 162
Formato: 21 x 28
Ano: 2001
ISBN 8586699292

 

Este livro, focado no trinômio que consta em seu título –Universidade, Ciência e Pós-Graduação– tem a permeá-lo uma questão de fundo, sempre na ordem do dia: o futuro das instituições acadêmicas. Não por acaso, esta palavra, futuro, é a principal em duas de suas partes e figura, como termo subjacente, em outras duas. 

Esse futuro resultará de muitos fatores e apontá-los em conjunto, nos limites de um prefácio, seria impossível e pretensioso. Cabe-me pouco mais do que estimular o leitor a percorrer o conteúdo da obra, que em grande medida foi transcrita de debates e, portanto, desenvolvida numa linguagem viva, como é próprio das melhores discussões na academia.

Tendo participado, juntamente com três ex-Reitores da USP, do memorável encontro aqui documentado, testemunhei a relevância do que foi dito por eles e pelos demais participantes. Reunidas, estas intervenções formam um todo homogêneo, que tem como referencial a universidade de pesquisa. Este é hoje, e será cada vez mais amanhã, o perfil da Universidade de São Paulo. Em tal contexto, a Pós-Graduação, matriz indispensável da boa ciência, adquire uma importância cada vez maior.

Nas páginas seguintes, editadas com extremo zelo pelos professores José Aparecido Da Silva, Maria de Lourdes Pires Bianchi, Oswaldo Baffa Filho e Zélia Maria Mendes Biasoli Alves, outros itens relevantes da agenda acadêmica estão comentados. Chama-me a atenção o fato de que, em quase todos, a Pós-Graduação apareça de forma explícita ou implícita, com o fator vital de excelência.

Talvez não seja excessivo usar estas linhas para dizer que a força da Pós-Graduação na universidade pública está refletida no fato de que ela mantém programas de doutorado e mestrado numa proporção de dez por um, quando comparados aos do sistema privado. Mas aqui não se trata apenas de fazer comparações e sim de apontar equívocos de uma cega e radical defesa dessa mesma pós-graduação, que se costuma fazer no âmbito da universidade pública. A verdade é que alguns colegas –felizmente a minoria–, supervalorizando os méritos dessa área, querem-na intocável, sacralizada, imune às exigências da contemporaneidade. Aí se inscreve o erro de considerá-la descolada inteiramente do mundo do trabalho.

É claro que não se justifica, em hipótese alguma, qualquer subordinação dos programas de doutorado e mestrado a interesses empresariais. A universidade e a empresa são regidas por valores absolutamente próprios e distintos. São diferentes os seus ciclos de tempo, os seus objetivos e as suas motivações. Mas é necessário que haja uma complementaridade entre elas, em proveito do todo social. Nessa perspectiva, a pós-graduação não está isenta de compromissos que vão além dos muros da universidade. Ela, sem abrir mão do seu rigor científico e dos seus ciclos próprios, deve principalmente servir ao País. 

É inquestionável que a titulação do corpo docente impõe-se como um dos fatores essenciais para caracterizar a excelência de uma instituição de ensino superior. Mas reconheçamos com franqueza que isso não cria necessariamente uma relação infalível de causa e efeito. É até possível que, às vezes, absorvidos com a exigência regimental de doutorado, professores descurem de suas atividades didáticas. Digamos algo mais. Digamos claramente que boa parte das teses produzidas apenas revela o já sabido e abre portas já escancaradas. É claro que estes dois pecados não justificam a satanização dos programas em vigor. Os seus méritos superam seus desvios. Mas é inegável que tais programas não pairam acima do bem e do mal e estão imunes a críticas e aprimoramentos. 

O mestrado profissionalizante, por exemplo, que atualmente prospera na USP, não se ergue sobre as ruínas do modelo existente, mas virá complementá-lo, dar-lhe uma dimensão mais ampla, fazer dele um instrumento ainda mais eficaz. Não constitui, em absoluto, uma proposta originária do mercado. Antes de ser proposta formalmente pela CAPES, ela já circulava como idéia dentro da Universidade. Agora, cuida-se de implementá-la como linha de trabalho. Fez-se uma consulta às Unidades da USP que possuem programas de Pós-Graduação e aproximadamente 80% delas foram favoráveis à iniciativa.

Sendo um indicador que reflete o desempenho das três atividades precípuas da academia –ensino, pesquisa e extensão–, a Pós-Graduação é o fio condutor do futuro. Um futuro que se constrói com as heranças do passado e esforços inovadores no presente. Tem o leitor em suas mãos o fruto de um destes esforços, empreendido pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, durante as comemorações que marcaram, entre 1999 e 2000, o transcurso dos seus 35 anos de excelência.

Jacques Marcovitch, Reitor

Conteúdo:

Prefácio 
Prof. Jacques Marcovith
Apresentação 
Os Editores
Parte I . O Futuro da Universidade Pública
Os Desafios da Universidade 
José Aparecido Da Silva
Apresentação 
Jacques Marcovith
As Universidades Públicas Federais e os seus Inimigos 
Timothy Martin Mulholland
A Autonomia das Universidades Públicas Federais: Real ou Virtual? 
Francelino L. Miranda Grando
Universidade, Globalização e Competência 
Antonio Hélio Guerra Vieira
A Qualidade é Fundamental na Universidade Pública ou Privada 
Roberto Leal Lobo e Silva
Universidade: Competência e Credibilidade 
Flávio Fava de Moraes
A Perenidade da Universidade Pública 
Jacques Marcovitch
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
Parte II. O Futuro da Ciência e Tecnologia no Brasil
Contextualizando a Ciência e a Tecnologia no Campus da USP-Ribeirao Preto
Ciência e Tecnologia no Brasil 
Oswaldo Baffa Filho e José Aparecido Da Silva
A Produção de Ciência e Tecnologia na FFCLRP 
José Aparecido Da Silva e Oswaldo Baffa Filho
Ciência e Tecnologia na Faculdade de Odontologia 
Ruberval Armando Lopes
Ciência e Tecnologia nas Ciências Farmacêuticas 
Gustavo Goldman
Ciência e Enfermagem 
Emilia Campos de Carvalho e Marli Villela Mamede
FMRP Encara o Ano 2000 com Base Sólida em Ciência e Tecnologia 
Roy Edward Larson
Ciência e Tecnologia na FEARP 
Rosana Carmen de M. Grillo Gonçalves
Ciência, Inovação e Tecnologia no Brasil
Um Encontro de Gerações 
Jacques Marcovitch
O Exemplo do Departamento de Fisiologia da FMRP 
José Antunes Rodrigues
Medidas para Garantir o Futuro 
Denis Rosenfield
O Papel das Sociedades Científicas 
Dora Fix Ventura
Exemplos que deram certo 
Walter Colli
Ciência, Inovação e Tecnologia 
Eduardo Moacyr Krieger
O Desafio do Contínuo Aprimoramento do Sistema de C & T 
Flávio Fava de Moraes
A Concentração Regional e Acadêmica da Pesquisa no Brasil 
Héctor Francisco Terenzi
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
Parte III. O Perfil da Ciência no Brasil
Bem-vindos à Universidade de Pesquisa 
José Aparecido Da Silva
Compreendendo a Ciência Brasileira 
Leopoldo de Meis
Interação entre Universidade-Empresa: Revitalizando a Pesquisa 
José Fernando Peres
Universidade de Pesquisa 
Hugo Aguirre Armelin
Educação para a Ciência ou Ciência para a Educação 
Myriam Krasilchik
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
A Centralização do Saber 
José Aparecido Da Silva e Oswaldo Baffa Filho
Parte IV. Perspectivas e Avaliação da Pós-graduação
A Pós-Graduação no Campus da USP- Ribeirão Preto
A Cultura da Pesquisa 
José Aparecido Da Silva
A Pós-graduação na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto 
Milton César Foss
A Pós-graduação na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto 
Antônia Regina Ferreira Furegato e Maria Cecília Puntel de Almeida
A Pós-graduação na Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto 
Miguel Salla Di Matteo
A Pós-graduação na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto 
Maria de Lourdes Pires Bianchi
A Pós-graduação na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto 
Zélia Maria Mendes Biasoli-Alves
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
Pós-graduação: Avaliação e Critérios de Excelência
O Impacto da Pós-graduação na PesquisaHernan Chaimovich
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
A Avaliação da CAPES e os Indicadores de Excelência 
Adalberto Vasques
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
A Pós-graduação na Universidade de São Paulo 
Héctor Francisco Terenzi
Discussão Geral: Comentários, Perguntas e Respostas
A Pós-graduação no Brasil, na USP e na USP-Ribeirão Preto
José Aparecido Da Silva e Maria de Lourdes Pires Bianchi

Informações Adicionais:

Informação Dados
Fabricante Holos Editora
Produto Novo

Últimos Produtos Visitados

Moscas das Frutas de importância econômica no Brasil

R$ 85,00

PSICOEDUCAÇÃO. Teoria e Prática para a Intervenção junto a Crianças e Adolescentes em Situação de Risco Psicossocial

R$ 67,00

VIDA SOCIAL NO CAMPUS DA USP DE RIBEIRÃO PRETO: 1952-1989

R$ 49,00

siga a Holos Editora em nossas redes sociais

Acompanhe as novidades e promoções